Luxo ou qualidade: vale a pena pagar caro por maquiagem?

Por:

Quando você confere alguma novidade no mercado de maquiagens ou cobiça algum cosmético de origem importada, o que logo vem à sua cabeça é o preço, certo?

Apesar das marcas de luxo prometerem um efeito impecável, o alto valor dos seus produtos é um grande incentivo para se questionar sobre o custo-benefício.

Afinal, vale a pena pagar caro por maquiagem sem ter certeza de que não há alternativas mais em conta com uma qualidade similar?

O investimento

Grifes renomadas tendem a investir muito em pesquisas e testes para atender a um alto grau de exigências e garantir que o resultado agradará o público. Isso inclui publicidade, tendências de mercado e recursos tecnológicos para garantir a efetividade e durabilidade do produto.

Quando você está prestes a pagar uma conta em um restaurante, por exemplo, sabe que o valor final não é apenas referente ao custo dos alimentos que consumiu, mas sim a todo o processo de preparo e o profissionalismo do chef. Com a maquiagem é a mesma coisa.

Por isso, por mais que pareça absurdo gastar demais por algo que proporcionará um efeito temporário, não tenha dúvidas de que vale a pena pagar caro por maquiagem, desde que o nível de sua produção justifique seu preço.

Mas é claro que sempre há limites. Se algum produto possui um preço assustadoramente alto, isso pode não ser apenas uma indicação de qualidade, mas de status, já que apenas um seleto grupo pode adquiri-lo.

Os dupes

Quem não está disposto a gastar muito pode contar com os dupes, que são imitações com a mesma cor e textura de marcas famosas. Apesar de serem muito mais econômicos, é preciso ter atenção na hora das compras, pois esse tipo de produto pode deixar a desejar na qualidade.

Muitos deles não têm a mesma composição das boas marcas e nem sempre garantem boa durabilidade. No entanto, quando escolhidos com cuidado, podem valer a pena.

O que deve ser priorizado

Apesar de cada pessoa saber qual é a sua prioridade quando o assunto é maquiagem, é bom ficar atenta a algumas dicas para saber quando é melhor investir em originais ou dupes.

Preparadores e coberturas para a pele

Eles são a base (com o perdão do trocadilho) da sua produção. Por isso, não questione se vale a pena pagar caro por maquiagem quando estiver falando de primers, corretivos e matizadores. Sempre é recomendado pagar um pouco mais quando o produto realmente faz a diferença.

Maquiagem para a área dos olhos

Por terem contato com uma área delicada do corpo, é fundamental investir em rímel, lápis e delineador de boa procedência (a única exceção desse grupo é a sombra). A má qualidade de qualquer um deles pode provocar alergias ou queda dos cílios, além de não proporcionar o efeito desejado.

Batom

O mercado já conta com uma variedade bem extensa de cores e acabamentos de qualidade por um preço razoável. Por que investir uma pequena fortuna em uma opção só?

Blush, sombra e pó

Esses produtos atuam como finalizadores, sendo aplicados em uma pele que já está preparada. Por isso, não há necessidade de investir pesado nessa categoria, a não ser que você queira variar nas tonalidades para criar looks diferentes.

Siga essas dicas e decida por si mesma se vale a pena pagar caro por maquiagem ou não. Na dúvida, é sempre bom experimentar os produtos que você deseja e descobrir o que mais combina com seu estilo.

Gostou do post? Compartilhe-o com suas amigas nas redes sociais e faça a informação circular!

  • Gabriela Lucas Câmara

    Maravilhosa as dicas amei.

    • Barbara Imakeclass

      Obrigada flor, estamos aqui para ajudar no que precisar!

css.php
Show Buttons
Hide Buttons